APNA - Doc. 6100, Almoxarifado da Ajuda, Fev.1889 : entre inúmeros consertos e obras levadas a cabo durante o ano de 1888, refere : "... restauraram-se duas cadeiras do tempo de El-Rei D. João V que são uma preciosidade como talha daquele tempo, sendo douradas e forradas de veludo lavrado antigo e galões com franjas de ouro, estando actualmente no Trono"
Segundo o Roteiro de Manuel Cayolla Zagallo "As cadeiras de fabrico português, pertenceram ao recheio do Palácio das Necessidades". Num documento de 1850 (aprox.) do arquivo do Palácio da Ajuda são referidas as cadeiras como estando já neste Palácio.

Cadeira de braços com estrutura em madeira entalhada e dourada, estofada com veludo brocado vermelho; espaldar rectângular, plano, com recorte ondulado dos lados; cachaço com talha recortada, a cair sobre o estofo: uma flor invertida, ladeada de folhas, volutas e flores. No topo do cachaço, decoração entalhada em vulto perfeito: escudo com as armas portuguesas coroadas, envolto por volutas e dois tipos de folhagem (decoração assimétrica), sustentado por dois anjos tenentes.
Assento de recorte ovalado à frente e quadrado na parte posterior, todo debruado por galão largo dourado (hoje oxidado) de padrão vegetalista; franjas suspensas no remate do assento.
Montantes com a superfície decorada por elementos vegetalistas, e remate da moldura com volutas; do topo superior dos montantes pendem flores.
Braços de secção quadrada, enrolados em forma de grossa voluta, com a superfície decorada com talha rasa; sobre o remate dianteiro dos braços uma voluta em "C"; os braços assentam numa cabeça de menino, cujo desenvolvimento do tronco forma as pernas.
Pernas dianteiras de secção quadrada em forma de voluta; superfície decorada com pequenas flores, seguidas de uma grande folha de acanto, que termina enrolada sobre o pé; pernas traseiras com a mesma forma, decoradas nas extremidades por duas grandes folhas de acanto, interceptadas por pequenas flores invertidas.
Os pés assentam sobre socos quadrados.

Pormenor do trono